Friday, July 01, 2005

DOS ENCONTROS

Futuro-te; que um destes dias nos vamos encontrar. O sítio e a hora não são muito importantes nesse momento exacto (esses dois elementos serão registados depois, para as memórias dos afectos que por enquanto a prioridade é a do extase); o que conta é que nos vamos olhar como se fôra a primeira vez -pois se por um lado será a primeira vez que nos veremos, por outro, o encontro de dois amantes não é um acto original.

Provavelmente diremos coisas muito simples tais como «Chegaste aqui há muito tempo?» ou «Era fatal este nosso encontro». Talvez, para não dramatizar demasiado, um de nós emendará esta última frase para «Estava escrito este nosso encontro», pois que o amor não deve ser degustado em discurso grandiloquente ou teatral; ganhará em compostura mas perderá no arroubo da paixão mais adiante.

E daremos então lugar à linguagem gestual; aquela que os enamorados melhor dominam e mais cultivam. Das mãos entrelaçadas ao gesto meigo do afago no rosto, o abraço é o passo seguinte. Depois, as bocas estarão cada vez mais próximas e os lábios pedem que se beijem. Sem delongas, esqueceremos num ápice as reformas dos ministros, as greves dos professores, o aumento do IVA. Amanhã será outro dia; futuro-te.

20 Comments:

Blogger Seila said...

oba!! finalmente (rss) gostei "futuro-te" que gostarei mais quando acabarem aqueles arremedos Bertusianus no final...

2:50 PM  
Blogger MJM said...

... os "arremedos Bertusianus" (linda palavra composta! Até parece escrito a duas mãos! LOLOLOL) são já marca d'água :) , ou de outro líquido qualquer...

Gostei muito dos desbloquedores de conversa. Se não estava escrito, ficou.
Futuro-te um lindo fimde semana...

Kisses do Hugo, tb pa ti

3:24 PM  
Blogger lique said...

Não preciso de te futurar nada. Já gosto dos teus textos, no presente. E, neste, deixaste que a tua "escrita racional" (hoje é dia de te adjectivarmos, está visto) te desse uma abertura... Espero que a explores de quando em vez porque gostei muito de te ler. Beijos e bom fim de semana.

3:34 PM  
Blogger Raquel V. said...

Comé o truque? Sim... que são duas da manhã... forçaram-me a entregar um texto enorme q depois mostro e estou qs ogre de sono...
E bolas q eu ainda não jantei!

Ora atão encontro-te por aqui amanhã para discutir os encontros... ;) que eu vou deambular até aos braços do morfeu... ESpero!

6:07 PM  
Blogger FataMorgana said...

Que belo encontro, este! Achei que foi "futurado" de um modo... ideal! :)

9:16 PM  
Blogger sotavento said...

Nada como falar do futuro para o presente ficar logo melhor!... :)

3:00 AM  
Blogger Raquel V. said...

Futuros...
tão iguais a tantos e no entanto é isso mesmo... é para esquecer o mundo inteiro, a racionalização, o cansaço, a apatia...
Futuros...
Um truque delicioso de "Deus" para nos fazer andar por cá, para nos fazer viver...

Chamo-lhe "Esperança", mas é uma palavra gasta e "Futuro-te" realmente sabe a mar, areia e muito do que tenho tantas saudades!


-----
Fim de seriedade :)
O meu melhor amigo...?
Eu é que sou uma sortuda!
Um dia sai um post sobre ele!

7:17 AM  
Blogger Raquel V. said...

PS: andar a falar da ementa do almoço/jantar no blog do parceiro é pura tortura!
DA MAIS PURA!
:P

7:18 AM  
Blogger Blue C. said...

Futuro-te...lindo!

11:14 AM  
Blogger Menina_marota said...

Futuro-te... gostei deste som... o amanhã que trará? Não importa... o futuro pertence a todos nós...

Um abraço e bom domingo :)

4:11 AM  
Blogger isa xana said...

epah... gosto dos teus textos, que mais dizer?;)

**

6:55 AM  
Blogger Um Olhar Sobre... said...

Pois eu "futuro-te" em telas de cor de fogo, numa energia que tão bem te caracteriza.
Beijos, muitos

7:40 AM  
Blogger Azul said...

Antes de mais, obrigada pela agradável visita que fez ao meu lugar de escrita/reflexão como lhe gosto de chamar.

Também eu, depois de percorrer na ponta dos dedos, o seu blog, amei os seus textos, se isto me é permitido dizer assim, pois de imediato, me identifiquei muito com a sua forma de olhar o mundo e os acontecimentos que o compõem, em especial, os que têm a ver com as relações humanas. Este texto, "Dos encontros" é tremendamente sedutor, quase inquietantemente implacável no que respeita à forma como toca os sentidos ...
Voltarei aqui para o ler de novo. Visite-me sempre que deseje encontrar-se com alguém com nome de Azul. Um abraço para si. Até breve. Azul.

9:54 AM  
Blogger Pilantra said...

Ou como diria o António Variações
«É pra manhã/ bem podia ser já hoje...». Futurar é sempre adiar, não? Agarra a nuvem pelos cabelos e deixa as delongas para... segunda feira, que vais ter toda a semana para delongar!

11:18 AM  
Blogger Nia said...

Era para me encontrar contigo agora um dia destes...mas acho que me assustaste!E se me agarras e beijas e eu o que faço?Digo que sim ou grito pela GNR?
Valha-me Deus!

5:17 PM  
Blogger Nia said...

Pssst...Não consigo entrar no meu blog nos comentários!!! :(

5:18 PM  
Blogger manuel said...

Futuro-te muitos "arremedos Bertusianus", um verdadeiro achado da menina Seilá. Desculpa Bertus, mas ela ganhou o post...

Abraços

2:56 AM  
Blogger Cris said...

A primeira vez q te li "futurei-te" em momentos extraordinários de escrita e "futurei-me" em momentos de leitura de puro deleite. Não me enganei! Aqui está um desses momentos perfeitos!
Adivinho-te em muitos outros...

Beijinho... e intés!

4:40 AM  
Blogger Lua said...

Tiveste o dom de nos fazer regressar aqueles momentos em que somos, pura e simplesmente, sacudidos pela vida.
Não te deixes atrasar para o encontro Bertus. ; )
Beijinhos

10:56 AM  
Blogger concha said...

Tão bom futurar cair nos braçois e num beijo assim.
Obrigada pelos mimos lá pelas outras cores!

12:45 PM  

Post a Comment

<< Home